segunda-feira, fevereiro 4

E o cambão?

O assunto do dia, entre buggueiros e jipeiros, é a Resolução 215 de Denatran. Leia a íntegra no site do Planeta. Claro que parachoque de impulsão não é o mesmo que cambão, mas para efeitos práticos - e para ficar em paz com a fiscalização - é bom que se tenha um certo cuidado com o que temos na frente dos nossos buggies. Reparem neste exemplo à direita, a saliência que as dobradiças fazem neste cambão. É o caso de se tentar uma alteração, modificando-se a posição destas dobradiças, para se tirar estes "cantos vivos" do cambão.

Na foto à esquerda, o Velho '73 e seu parachoque/cambão. Alguns pontos terão que ser alterados, sendo os principais as dobradiças, a munheca, aquela roseta na parte superior, que serve para rotacionar o cambão e a altura dele, que está acima da linha do capô (esta, talvez, possa ser negociada, pois está abaixo da linha inicial do capô, lá perto do parabrisa). De qualquer maneira, retirei-o hoje, para não dar chance aos nossos "azuizinhos". Ficou apenas a parte de baixo, com os faróis. Vou estudar, com o Dane Caetano, um parachoque para ser preso ali naqueles pontos.

Mesmo que se diga que estes não são os mesmos parachoques de impulsão citados na Resolução, não dá para ficar esperando bom senso de fiscais... Ele parece um quebra-mato, parece um parachoque de impulsão e pode, sim, causar ferimentos graves em pedrestes, portanto, vamos tratá-lo como tal e tentar adequarmos à Resolução. É bem mais simples!

Um comentário:

Scania disse...

Prezados, gostaria de saber onde posso encontrar cambão aqui no Rio de Janeiro e o valor aproximado. Serve usado também é para ser colocado num bugre.
grato
Roberto